Saiba como solicitar o passe livre do desempregado

O cadastro das pessoas que estão interessadas em obter o Bilhete Único Especial em casos de desemprego, ou o passe livre para desempregado, como é comumente chamado, pode ser feito através do site da SPTrans.

A documentação necessária para provar o direito à gratuidade deve ser enviada via correios.

O passe livre é válido por um prazo de 90 dias e depois pode ser solicitado no período de até 3 meses após o fim do recebimento do seguro desemprego.

E como funciona?

São disponibilizadas 12 cotas por dia a cada mês (por período de 3 meses) para aqueles que se enquadrarem nas exigências para recebimento do benefício.

Cada cota fornece a possibilidade de realizar até 8 embarques diários nos ônibus municipais. Se o beneficiado voltar a trabalhar durante o período da gratuidade, ele precisará informar esse fato à SPTrans para que as cotas sejam canceladas.

O benefício do vale transporte para desempregados tem como objetivo melhorar o deslocamento das pessoas que estão lutando por recolocação profissional.

O bilhete único especial do trabalhador desempregado é cancelado após ficar claro que o cartão esteja sendo usado indevidamente, ou então se o usuário em questão for admitido em novo emprego.

Como ter direito ao passe livre do desempregado?

Para conseguir o benefício, o desempregado deverá possuir bilhete único cadastrado em seu nome. Os indivíduos que ainda não estão em posse de seu cadastro precisam solicitar o cartão pela internet e indicar um posto de sua preferência para fazer a retirada.

Depois de confirmar o pedido do cartão, o cidadão deverá acessar a opção “benefício desempregado” ainda no site da SPTrans para solicitar as cotas.

Além do cadastro normal, o usuário precisará informar o número de seu PIS/PASEP, o número do seguro desemprego, a data da disponibilidade da última parcela do seguro, a data da rescisão, e ainda os números da Carteira Profissional e do CNPJ do local onde trabalhava.

Para que as pessoas que realmente precisam tenham acesso ao benefício, o site permite que os usuários usem a opção cadastrar CPF do antigo empregador, em caso de pessoa física, como os empregados domésticos, por exemplo.

Após a solicitação, o sistema deverá traçar os próximos passos, que envolvem encaminhas cópias autenticadas de documentos à SPTrans através dos Correios.

O cidadão deverá, então, esperar cerca de 15 a 20 dias, a partir da data de postagem dos documentos, para saber se terá direito às gratuidades.

Conheça o E-DOU e tenha acesso ao Diário Oficial da União

O E-DOU tem como principal objetivo ajudar os cidadãos a encontrar matérias e publicações de seu interesse, seja no Diário Oficial da União (DOU) ou nos Diários Oficiais dos Estados (DOE), de forma prática e sem custos.

Para tal, o site disponibiliza um sistema de busca simples e rápido, trazendo resultados efetivos.

O E-DOU te ajuda a consultar o Diário Oficial da União e te permite acessar conteúdos de relevância pública, que são divulgados pelo governo e também pelo setor privado.

Navegue pelo site e confira!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*