7 características de um advogado de sucesso

Veja as principais regras para se tornar um advogado de sucesso

Você, certamente, se lembra de um ou mais professores que teve na faculdade que eram grandes profissionais, advogados de sucesso. Eles possuem, além de competência, características comuns que os fizeram crescer na carreira de forma sólida.

Se é esse o caminho que você deseja (quem não deseja?), veja, no post de hoje, quais são as 8 características de um advogado de sucesso.

#1 Estratégico

Um advogado de sucesso é, também, um gestor eficiente. Além de exercer suas atividades jurídicas e gerir suas próprias finanças de maneira profissional, o profissional é responsável pela administração de seu negócio. As informações do empreendimento, quando organizadas, possibilitam uma melhor tomada de decisões por meio de um planejamento estratégico.

É preciso considerar os fatores internos e externos do negócio: ter o controle das despesas operacionais (aluguel de sala, água, luz, internet, telefone) e com pessoal não basta. Entender a situação econômica do país, os concorrentes e clientes, dentre outros fatores que influenciam diretamente na advocacia é essencial para um advogado de sucesso.

A partir desses fatores, torna-se possível traçar um plano para alcançar metas e cumprir objetivos. O grande trunfo de um advogado estratégico é saber que os objetivos devem ser atingíveis, o que só ocorre se ele estiver ciente da realidade do mercado. Com isso, o crescimento do negócio é apenas uma consequência.

Tendo a visão macro da advocacia, o advogado consegue, por exemplo, precificar corretamente seus honorários, definir a forma de cobrança, mensurar os resultados, fazer ajustes no planejamento, captar clientes e ter um plano B, se o principal se tornar inexequível.

Para ser um bom gestor, o advogado de sucesso também deve ter como uma das características saber ser um líder, e não um chefe.

#2 Líder

O líder é uma referência de valor dentro de um negócio. Ele reúne, de forma natural, competências e habilidades em prol da produtividade e do crescimento da atividade. Ele é, também, um gestor de pessoas. Todos que compõem a equipe de um escritório de advocacia são reflexos de seus líderes: se há organização, são organizados; se há motivação, são motivados.

O advogado que trabalha como autônomo também pode ser um líder no relacionamento com as pessoas à sua volta, sejam clientes, fornecedores ou colegas. Neste caso, a liderança é traduzida pela forma como o profissional trata e valoriza esse público – se positiva, acaba se tornando uma referência por mera empatia.

#3 Empreendedor

O advogado que vê sua profissão como um negócio acaba tendo uma grata surpresa com pouco tempo de exercício: valorização orgânica e espontânea de seu trabalho por todos que se incluem no mercado jurídico, desde profissionais colegas até clientes. Algumas práticas de empreendedorismo colocam a advocacia em posição de destaque no mercado, veja só:

  • Inovar e arriscar: como existem práticas, competências e habilidades comuns a todos os profissionais do Direito, para ser um bom empreendedor, o advogado precisa pensar novas formas dentro da profissão para se destacar.
  • Pensar estrategicamente: como vimos, ser estratégico é uma característica comum em advogados de sucesso. Mas não se esqueça de que é preciso se capacitar para ter uma boa gestão do negócio.
  • Adotar o marketing jurídico, independentemente do montante de recursos disponíveis: a atividade jurídica obedece a regras de publicidade específicas do Código de Ética da OAB, mas isso não impede o advogado de fazer marketing eficiente da sua atividade.

#4 Atualizado

Ser ávido por conhecimento, aprender algo novo diariamente e admitir que não há como esgotar qualquer conhecimento são características que fazem com que o advogado enxergue novas estratégias, modelos de negócio e outras possibilidades para resolver um processo. Superar os concorrentes, em muitos casos, se associa a buscar conhecimento para ser inovador e criar dinâmicas de negócio ousadas.

#5 Tecnológico

O advogado de sucesso não deve limitar a sua atualização quanto ao escopo de sua profissão, que é o conhecimento jurídico. Isso também já é esperado de qualquer profissional da área. Ele deve buscar conhecimento sobre as novas tecnologias que podem facilitar seu modo de trabalho, como os softwares jurídicos, aplicativos e plataformas que otimizam a gestão e a atividade jurídica de forma eficiente.

Podemos citar, por exemplo, algumas plataformas importantes que facilitam o trabalho do advogado:

  • Google Docs: plataforma gratuita do Google que veio para substituir as conhecidas ferramentas da Microsoft, como editor de textos, planilhas, apresentações e formulários.
  • Evernote: plataforma online ou aplicativo, o Evernote é uma ferramenta de organização que extrapola a criação de notas e lembretes. Ela compartilha na nuvem conteúdo de sites, emparelha contas, usa modo de apresentação, digitaliza cartão de visitas, dentre outros.
  • Google Drive: é uma plataforma de armazenamento em nuvem que oferece espaço para o advogado guardar o que desejar, desde documentos a vídeos. Os arquivos armazenados podem ser acessados de qualquer lugar com acesso à internet. É semelhante ao OneDrive (Microsoft) e ao Dropbox.
  • E-DOU: portal para consultas de diários oficiais, que permite conferir gratuitamente conteúdos de relevância pública divulgados pelo governo e pelo setor privado no Diário Oficial da União (DOU) e nos Diários Oficiais dos Estados (DOE).

Se o advogado for tecnológico, ele provavelmente será mais produtivo, uma vez que a economia de tempo é uma das grandes vantagens que a tecnologia nos trouxe. Considerando que o tempo é um dos principais ativos que um profissional do Direito possui, ela também possibilitará ao advogado uma maior remuneração.

#6 Versátil e prático

Um advogado versátil e prático é aquele que consegue lidar com todas as facetas de seu negócio ao mesmo tempo – e de forma eficiente. Certamente, para isso, é preciso se capacitar, uma vez que nem sempre se aprende, na Faculdade de Direito, como fazê-lo. Pelo contrário, quase nenhum curso superior oferece noções de negócio aos estudantes que não sejam de Administração.

O advogado de sucesso deve ser, então, versátil para lidar com suas demandas processuais, com a gestão do escritório, com o relacionamento com o cliente e tudo que envolver a advocacia. Para dar conta, é preciso ser prático, tratar questões de forma simples e objetiva e buscar soluções que otimizem essa rotina.

#7 Colaborativo

Todo advogado, ainda que trabalhe apenas como autônomo, lida diariamente com pessoas nas suas atividades. Colegas de trabalho, servidores públicos em tribunais ou fóruns, clientes e fornecedores preferem se relacionar com profissionais colaborativos, que sejam fáceis de lidar e de conversar ou negociar.

Se você ainda não possui todas essas características de um advogado de sucesso, que tal começar a colocá-las em prática? Se ficou com alguma dúvida, já sabe: escreva pra gente pelos comentários e até a próxima. 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*