O Que Fazer Para Limpar o Nome?

Descubra como limpar o nome

Chegamos ao final de mais um ano, e como de costume muitos trabalhadores estão recebendo os seus 13º salários, além de bonificações e férias. Mas segundo alguns estudos realizados por instituições financeiras, cerca de 80% dos brasileiros utilizarão esse dinheirinho extra para quitar suas dívidas e limpar o nome. Mas o que fazer para limpar o nome? Confira a seguir.

O que é um nome sujo?

Um dos termos mais comuns entre os endividados é citar que está com o “nome sujo”. Ou seja, o nome da pessoa é incluído na lista de inadimplentes em órgãos como SCPC e Serasa, tendo seu crédito restrito e perdendo o direito de utilizar saldos de cheques especiais, empréstimos, cartões de crédito, compras parceladas, entre outras facilidades.

Ficar endividado não é exclusividade para ninguém, muitas vezes sofremos com a perda de um emprego, avaria de um bem, problema de saúde, entre milhares de outros encalços, impossibilitando a quitação da dívida contraída. Sendo que, a cada dia que passa, os juros das dívidas contraídas ficam mais altos, distanciando ainda mais qualquer possibilidade de “limpar o nome”.

Como limpar o nome?

O primeiro passo é saber qual empresa protestou o seu nome e em qual órgão. Normalmente, ao ter uma dívida atrasada, as empresas realizam cobranças, sendo que, quando você fica impossibilitado de pagá-las, elas emitem alertas notificando a possibilidade do protesto em seu nome.

Para saber onde, por qual empresa e o valor para limpar o seu nome basta consultar com os seus dados nos sites da Serasa ou SCPC. Além disso as duas instituições possuem pontos de atendimento para consultas presenciais. Outra alternativa é negociar a dívida direto com a empresa, realizando acordos amigáveis e até diminuindo os juros.

Uma excelente oportunidade para você limpar o seu nome com ótimos descontos é através dos feirões, em que os órgãos e empresas ficam à disposição para negociar taxas, parcelar dívidas e limpar o nome dos seus clientes.

Gostou do artigo? Fique por dentro de todos os Diários Oficiais acompanhando as publicações do e-Dou.

Você também vai gostar de:

1 – Saiba quais são os direitos do consumidor devedor

2 – Código de defesa do consumidor: práticas proibidas

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*