Como funciona a PLR – Participação nos Lucros ou Resultados

A PLR é um benefício que pode significar mais dinheiro no seu bolso, confira o que é e como funciona

No ambiente corporativo, a chamada PLR – Participação nos Lucros ou Resultados é tida como um bônus dado aos funcionários. Sua existência é antiga e, embora ela signifique mais dinheiro na conta, não são todos que sabem o que ela significa e poucos conhecem o seu funcionamento.

Diante disso, para que todas as dúvidas sejam extintas, veja abaixo o que é a PLR, como ela funciona, se ela é obrigatória e quais funcionários as recebem.

O que é PLR?

A PLR – Participação nos Lucros ou Resultados, que também é comumente chamada de PPR – Programa de Participação nos Resultados, trata-se de um benefício, em dinheiro, que é pago por algumas empresas de forma variável.

Sua variação acontece porque, como o nome já diz, essa remuneração é feita de acordo com os lucros e resultados alcançados pela empresa. Portanto, não existe um valor definido. O dinheiro que você recebe da PLR pode ser maior em um ano, ou menos em outro, tudo depende dos resultados financeiros.

Como funciona

Como já mencionado, o cálculo da PLR é realizado com base no lucro semestral ou anual da empresa. Porém, existem outros fatores que fazem o valor da PLR variar. Um deles, é que não existe uma conta padrão para o benefício. No cálculo, as empresas podem levar em consideração os índices de produtividade, qualidade ou lucratividade, como também, programas de metas, resultados e prazos pactuados previamente.

Com isso, devido à análise de atividades individuais, é possível que cada funcionário receba um valor diferente, mesmo aqueles que estão na mesma área a até no mesmo cargo.

Quanto à data de pagamento, também não há nada estipulado. Contudo, as empresas costumam distribuir esse benefício anualmente, após a apuração dos resultados obtidos, ou semestralmente, com o pagamento de metade do PLR no 1º semestre, e a outra metade no 2º. Só então, no ato do pagamento, é que os funcionários ficam sabendo o valor desse “bônus”.

A PLR é obrigatória ou não?

Embora exista uma lei, de nº 10.101/00, regulamentando a PLR, seu pagamento não é obrigatório, ficando à livre escolha do empregador. Àqueles que optam pelo pagamento, porém, devem fazê-los para todos os funcionários, independente do salário ou da hierarquia, sem exclusões, de modo a incentivar a produtividade dentro da empresa e como um instrumento de integração entre o capital e o trabalho.

Além disso, o pagamento deve ser acertado em acordo coletivo ou na convenção dos sindicatos e é exigido regras claras e objetivas no que diz respeito ao modo como o cálculo da PLR é feito e à periodicidade do seu pagamento. A transparência quanto a esses procedimentos é importantíssima. Fique de olho!

Agora que já sabe tudo sobre PLR, você já pode questionar seus futuros empregadores sobre a existência ou não desse benefício. E para manter-se sempre informado, continue navegando em nosso portal!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*