Como Escolher Uma Consultoria Legal

Como Escolher Uma Consultoria Legal

São muitos os procedimentos que envolvem burocracias e documentação relacionadas a aspectos jurídicos. É com eles que uma consultoria legal pode ajudar a sua empresa ou até mesmo você, enquanto pessoa física.

Os serviços de uma consultoria como essa podem auxiliar você a não cometer equívocos que podem, no futuro, trazer enormes problemas.

O que é uma consultoria legal?

Assim como consultorias de outras espécies, a consultoria legal ou jurídica tem o objetivo de orientar, tanto para empresas quanto para indivíduos, a respeito de procedimentos e detalhes que envolvem leis ou outras áreas do direito.

Isso pode ser feito tanto de maneira direcionada, a fim de solucionar um problema específico, ou com um foco preventivo, em parceria com o setor de compliance da empresa, por exemplo.

Consultores legais são muito procurados para auxiliar, entre outros detalhes, com questões relacionadas às leis trabalhistas e até mesmo compra e venda de imóveis.

Como funciona o trabalho?

O primeiro passo é selecionar, entre tantos, um consultor (normalmente um advogado) que seja especializado na área que você deseja auxílio, assim você poderá ter uma parceria mais efetiva e focada nos problemas que está enfrentando.

Em termos de atendimento, as consultorias costumam trabalhar de maneira completa, com telefone, presencial e até online. Entretanto, se for um período longo de consultoria, existem casos em que o profissional ficará alocado no cliente por certo tempo, para trabalhar em parceria com os outros setores.

Normalmente o contrato é mensal e os valores são combinados previamente, mas pode haver, também, uma contração pontual que é cobrada somente para a solução de um problema determinado.

Como escolher uma boa consultoria legal?

Diante da complexidade de um serviço como a consultoria legal, é necessário escolher com cuidado a empresa que auxiliará em seu caso. Veja alguns detalhes importantes para considerar:

Verifique os consultores e suas certificações

Não basta somente ter bacharel em Direito para ser um consultor jurídico. Além disso, é necessário que o profissional esteja com registro ativo na OAB.

A própria Ordem emitiu, por meio de seu Tribunal de Ética e Disciplina, um parecer em 2006 (3.279/06) reforçando as obrigações de tais trabalhadores, sob pena de crime de exercício ilegal da profissão caso não sejam levadas a sério as recomendações.

Sendo assim, para não cair em fraudes ou perder dinheiro, busque profissionais que atendam aos requisitos apontados pela OAB!

Procure indicações

São muitas as empresas que prestam consultoria jurídica, mas é fato que algumas fazem isso melhor do que outras para alguns aspectos, como a análise de contratos ou, em situações de pessoa física, a troca de produtos, por exemplo.

Por isso, o melhor é pesquisar e perguntar para outras pessoas qual poderia ser a melhor para o seu caso. Dessa maneira você terá certeza de que contará com a ajuda de um profissional totalmente qualificado e conhecido no ramo de atuação desejado!

Gostou? Encontre mais artigos sobre o tema nas publicações do E-Dou!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*