Como é Feito um Modelo de Ata de Pregão?

Como Fazer Um Modelo de Ata de Pregão

A ata de pregão é uma parte importante da fase final do processo licitatório, e deve ser feita com assertividade e cuidado, a fim de não deixar descoberto nenhum aspecto necessário à compreensão do andamento da licitação.

Por essa razão, o melhor a se fazer para realizar a produção de uma ata como essa é ter um modelo em mãos. Neste artigo, explicaremos como fazê-lo. Confira!

O que é uma ata de pregão?

A ata de pregão é um documento que resume basicamente todos os resultados e acontecimentos das fases da licitação. Todo e qualquer detalhe deve ser mencionado ali, na respectiva área do documento. Vale lembrar que a ata também deve ser publicada em Diário Oficial.

Como é feita uma ata de pregão?

Não existe, ao certo, um modelo a ser aplicado quando estamos falando sobre uma ata de processo licitatório. Entretanto, há algumas informações que decididamente não podem faltar no documento, e é neles que você deve depositar boa parte do trabalho e da atenção entregues à produção.

Veja abaixo o que não pode faltar no documento:

  • órgão licitante (de preferência, a ata deve ser produzida em papel timbrado ou modelo com logo referente à instituição);
  • número da ata e do pregão;
  • número do processo;
  • objeto licitado;
  • detalhes do acontecimento — horário, data, leis envolvidas no processo, nome do pregoeiro e menções ao edital e ao credenciamento, apontados na exata ordem em que ocorreram na data do pregão;
  • nomes e porte das empresas concorrentes, com CNPJ;
  • CPF e nomes dos representantes das empresas na ocasião;
  • explicação e dissertação dos fatos ocorridos na fase de apresentação das propostas comerciais;
  • detalhes sobre a convocação para os lances;

Então, deverá ser feito o mapa de lances, que deve conter as seguintes informações:

  • tipo de licitação (melhor técnica, técnica e preço ou menor preço);
  • propostas iniciais contendo todos os detalhes do serviço, especificados separadamente — valor da mão de obra, desconto sobre peças, etc;
  • valores dos lances posteriores, com valores parciais e finais;
  • detalhes sobre a adjudicação do vencedor;
  • nome do vencedor;
  • confirmação da habilitação do vencedor;
  • prazo para apresentação da proposta ajustada;
  • confirmação da adjudicação;
  • assinaturas de todos os envolvidos (e não somente do vencedor).

Pregões eletrônicos também precisam de ata, e não estão liberados da publicação do documento no DOU.

Agora que entendeu o modelo de ata de pregão, confira mais informações sobre os processos licitatórios e detalhes sobre o Diário Oficial nas publicações do E-Dou!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*