Como Enviar uma Proposta de Preço para Prefeitura

Como fazer proposta de preço para prefeitura

Se você quer ser parte de uma licitação, é preciso compreender como enviar uma proposta de preço para a prefeitura. Este não é um processo altamente conhecido, mas é de suma importância. Prezando pelo conhecimento geral da população sobre as questões do Direito em todo o país, o e-Dou preparou um guia para que não hajam mais dúvidas. Confira!

Como funciona a licitação da prefeitura?

Existem modalidades que são públicas e podem ser acessadas por qualquer pessoa. Como participar de licitações ainda é uma incógnita para muitas pessoas e, por isso, é preciso ficar atento aos canais de veiculação desses processos.

No caso dos leilões que são promovidos pelas prefeituras, uma maneira fácil de estar sempre por dentro das novidades é acompanhando a página oficial de cada município. Por meio desses portais é possível saber não apenas de editais abertos para inscrição, mas também acompanhar as licitações em andamento e os resultados finais.

Todos esses dados são registrados e de domínio público para prezar pela transparência nesses processos.

Então, como enviar uma proposta de preço?

Depois que você já encontrou a licitação que deseja participar, é preciso ler o editar por completo para evitar transtornos no futuro. Só assim você poderá enviar uma proposta de preço para que possa estar no processo. Esta é uma etapa bastante simples, mas que, por falta de conhecimento, pode deixar muitas pessoas de fora devido a irregularidades no preenchimento do formulário.

Isso porque não basta, apenas, informar a sua proposta. É preciso fazer uma carta formal seguindo um modelo disponibilizado pela prefeitura e enviar à seção responsável por isso na cidade. Lembrando que não é preciso morar no município para poder participar de uma licitação, pois o acompanhamento pode ser feito por meio da internet.

O destinatário e o endereço vão, obviamente, variar por cidades, mas, em geral, existem padrões de informações que devem estar contidos na carta. São elas:

 

  • razão social e CNPJ;
  • endereço da empresa;
  • dados do representante legal;
  • data de elaboração da proposta;
  • modalidade da licitação, que pode ser leilão, pregão, tomada de preço, concurso, entre outros;
  • número da licitação;
  • proposta de preço sugerida para a execução dos serviços do objeto da licitação;
  • taxa percentual de Benefícios e Despesas Indiretas (BDI) para questões técnicas.

Com a organização desses dados, há maiores possibilidades de ser aceito.

Gostou de saber como enviar uma proposta de preço para a prefeitura? Então não deixe de conferir outros artigos aqui no portal e-Dou!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*