Aprenda a fazer uma proposta de prestação de serviços campeã

A proposta de prestação de serviços é um documento que assegura e formaliza todos os pontos de uma transação comercial que envolve a prestação de serviços feita por um profissional ou empresa. Para criar uma proposta eficaz, veja nossas dicas a seguir.

 

O que deve estar incluso em uma proposta de prestação de serviços

Em resumo, uma proposta de prestação de serviços deve conter:

  • dados da empresa;
  • escopo do trabalho;
  • objeto da prestação de serviço;
  • regime de execução;
  • metodologia;
  • plano de ação;
  • equipe de trabalho;
  • investimento;
  • condições de pagamento;
  • condições gerais da proposta;
  • serviços adicionais

A seguir, falaremos um pouco mais sobre algumas das informações mais importantes na elaboração de uma proposta de prestação de serviços.

 

Investimento e pagamento do serviço contratado

Aqui, é fundamental que a proposta tenha especificado qual o valor de cada produto, serviço ou etapa de serviço. Além disso, deve estar descrito também como o pagamento será realizado, assim como os dados para essa quitação, e para onde as notas fiscais e cobranças deverão ser encaminhadas.

 

Metodologia, escopo e objeto da prestação de serviço

É preciso incluir quais são as condições gerais da proposta, ou seja, quais serão as tarefas, os produtos ou serviços e o que exatamente será executado pelos profissionais contratados.

 

Por metodologia, também podemos entender como a inclusão de um plano de ação de todas as atividades previstas no escopo de serviços propostos.

 

Cronograma e datas de entrega

Em uma proposta de prestação de serviços, quanto mais detalhes sobre o escopo melhor. Isso evita falhas de comunicação e falsas expectativas que não serão cumpridas. Um outro ponto que deve estar muito bem descrito neste documento é, portanto, o cronograma e/ou prazo final de entrega do produto ou serviço.

 

Se possível, descreva quando cada etapa será entregue, assim como quais atividades serão feitas em determinado período. Para não deixar nada passar, considere sempre se perguntar “quem, quando, como, com quais recursos e com qual verba?”.

Anexos, serviços adicionais e termo de confidencialidade

O anexo deve ser incluído apenas se realmente houver a necessidade. Como exemplos de anexos a incluir existem gráficos, planilhas e outros documentos que possam facilitar o entendimento da empresa contratante sobre o produto ou serviço oferecido.

 

Já os serviços adicionais podem estar devidamente listados. Mas, se preferir, pode deixar essa informação para ser incluída no fechamento do contrato. Assim como os termos de confidencialidade, igualmente importantes.

 
Para saber mais sobre elaboração de documentos como uma proposta de prestação de serviços, contratos, e ficar por dentro de assuntos importantes do segmento, continue acompanhando o E-DOU!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*