Um advogado deve investir no relacionamento com o cliente?

Respondendo à pergunta principal do artigo: sim, um advogado deve investir no relacionamento com o cliente a todo o momento. Um profissional de sucesso sabe que um erro crasso na carreira é não pensar no destinatário do serviço, e, ao adotar a preocupação com o cliente, novas oportunidades podem surgir para o profissional, o que o colocará em posição de destaque no mercado.

Por isso, no artigo de hoje, listamos alguns motivos para investir na relação cliente-advogado. Acompanhe. 

4 motivos pelos quais um advogado deve investir no relacionamento com o cliente

#1 Aproveitar novas oportunidades

Na advocacia, podemos notar dois tipos de advogado: aquele que se atém a atender à demanda solicitada pelo cliente e aquele que olha para o problema de forma global. Diante de uma rotina corrida, não se pode julgar o profissional que se encaixa no primeiro perfil, mas, de fato, o segundo tem mais chances de ser um advogado de sucesso.

Mas por quê? Porque um advogado deve investir no relacionamento com o cliente. Olhar estritamente para a demanda, sem perceber as nuances do problema, é um sinal de que o profissional não presta muita atenção no seu cliente – e se isso não acontece, ele não consegue aproveitar novas oportunidades.

Para clarear melhor, vamos pegar como exemplo uma empresa tributada pelo Lucro Presumido. O empresário procura um advogado, porque os custos do negócio estão muito altos. Após uma análise apurada e um planejamento tributário, ele percebe que o empreendimento se encaixa melhor no regime do Simples Nacional. Trabalho feito? Sim e não.

Com essa simples medida, o advogado conseguirá reduzir os custos do negócio, mas qual o objetivo do cliente? Lucrar mais. E o planejamento tributário não é a única medida que pode ser sugerida para que isso aconteça.

Um advogado que pensa de forma global pode, por exemplo, propor que a empresa se insira nos processos licitatórios da administração pública para fechar mais contratos. Ou ainda, indicar parcerias de negócios para diminuir os custos de aquisição de material.

Portanto, o advogado deve investir no relacionamento com o cliente para ganhar a confiança do seu contratante e aproveitar as oportunidades de negócio que podem surgir desse primeiro contato. É isso que um cliente espera de seu advogado!

#2 Inovar suas formas de atuação na advocacia

Quando pensamos em inovação na advocacia, automaticamente, a tecnologia vem à mente. É certo, sim, que muitos aplicativos, plataformas e softwares de gestão contribuem para a administração do escritório e para o relacionamento com o cliente – o CRM (Customer Relationship Manager), que integra alguns softwares, tem essa única função.

Porém, inovar e pensar novas formas de atuação também se relaciona à melhoria de velocidade, eficiência e custos nos processos e produtos de um negócio. Esse é o conceito de inovação incremental: melhorar aquilo que já se domina.

Conectada à inovação incremental, temos também a cocriação, uma forma de inovação em que o escritório de advocacia tem a contribuição de seus stakeholders (fornecedores, parceiros e clientes) para melhorar seu serviço. A ideia central é que, a partir do momento em que eles se envolvem diretamente com o produto ofertado, percebem o valor daquele negócio, e se motivam a contribuir cada vez mais.

O resultado de adotar a cocriação é gerar novas formas de solucionar um problema com mais agilidade, o que atende a um novo perfil de cliente. Para isso, é preciso viabilizá-la com algumas práticas:

  • Crie canais de relacionamento com seus stakeholders para escutar o que eles têm para dizer, promovendo a cocriação e a qualidade da relação (reuniões, eventos etc.);
  • Mantenha a interação de comunicação na via de mão dupla (escute e seja escutado);
  • Estude sempre para ter conhecimento e poder implementar as ideias que forem surgindo a partir do diálogo.

Portanto, a inovação incremental e a cocriação são mais alguns motivos que provam que o advogado deve investir no relacionamento com o cliente.

#3 Manter o escritório sustentável

A prospecção de clientes, feita por meio de um marketing jurídico digital, é um dos caminhos para se consolidar no mercado e crescer na carreira. Entretanto, de nada adianta conseguir aumentar sua cartela de clientes se você não tiver condições de mantê-la. E esse é um motivo relevante pelo qual o advogado deve investir no relacionamento com o cliente: a fidelização.

A internet não é apenas um veículo de publicidade, e sua eficácia se dá quando é ela tratada como um canal de relacionamento que aproxima profissionais de potenciais e atuais clientes. Por isso, o advogado deve estar sempre atento para se relacionar por e-mail, sites, blogs e redes sociais, expondo seus serviços de forma inteligente e mantendo o interesse do público-alvo.

#4 Destaque no mercado jurídico

O advogado deve investir no relacionamento com o cliente para se destacar no mercado jurídico. Mas como isso acontece? Por meio do networking, ou rede de contatos. Um profissional de sucesso, além de manter seu escritório sustentável com a fidelização do cliente, se preocupa em tornar o público-alvo um grande promotor do seu trabalho.

É preciso ter em mente que o networking está sempre em construção. Um cliente, caso se sinta satisfeito com seu trabalho, indicará seus serviços para amigos e familiares, aumentando, assim, sua rede de contatos. Para isso, é fundamental que o advogado trate cada caso com dedicação e com pensamento global, para aproveitar oportunidades para si e para o cliente.

Um advogado que possui uma boa rede de contatos consegue se destacar no mercado jurídico com mais facilidade – e não só pelo número de clientes que possui, mas porque sua marca é considerada de valor, o que faz com que seu serviço seja visto como uma referência e com credibilidade. Em suma, esse é um profissional que atende às expectativas de seu cliente.

O público-alvo é a chave de um escritório de advocacia, e essa frase já resumiria todos os motivos pelos quais um advogado deve investir no relacionamento com o cliente, concorda?

E você, já investe na relação com os seus clientes? Quais benefícios observa adotando essa postura? Conte pra gente pelos comentários e até a próxima. 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*