Japonês da Federal é condenado a quatro anos e dois meses de cadeia

05 de julho de 2016
0

Nem o Japonês da Federal ficou de fora do xadrez. O agende da polícia federal, Newton Ishii, famoso por conduzir presos e investigados da operação Lava Jato, foi sentenciado a quatro anos e dois meses de prisão. E por qual motivo? O Japonês da Federal foi condenado pelo crime de facilitação de contrabando.

E essa não é a primeira vez que Newton Ishii recebe voz de prisão. Em julho do ano passada a polícia federal chegou a prender o Japonês da Federal durante a Operação Sucuri, suspeito de integrar uma quadrilha que realizava contrabando na fronteira do Brasil com o Paraguai.

Quando tomou conhecimento da ordem judicial, Newton Ishii entregou-se aos colegas da Superintendência da Polícia Federal do Paraná, onde trabalhou desde 2014 quando foi admitido na corporação. Preso em uma sala da Superintendência, o japonês da Federal, é vigiado por um agente carcerário da mesma maneira que os condenados da Lava Jato.

O mandado de prisão foi expedido pela Vara de Execução Penal da Justiça Federal, em Foz do Iguaçu, no Paraná. O processo transitou em julgado, ou seja, sem recurso. Sempre presente nas fases da Lava Jato, conduzindo presos até a Polícia Federal de Curitiba, o Japonês da Federal, ganhou marchinha, boneco de Olinda e máscara de carnaval.

O policial federal Newton Ishii foi mencionado durante uma conversa entre o ex-senador Delcídio do Amaral; o filho de Nestor Cerveró, Bernardo Cerveró; e o advogado Edson Ribeiro. A conversa foi divulgada em novembro do ano passado, nela o ex-senador se refere ao Japonês da Federal como “policial bonzinho”. Em seguida, Edson afirma que Ishii seria o carcereiro da Polícia Federal responsável pelo vazamento de informações confidenciais da Lava Jato para a imprensa.

Já em fevereiro deste ano o agente da Polícia Federal viajou para Brasília e fez uma visita ao Congresso Nacional. Ishii planejava lançar uma carreira na política pleiteando um cargo de deputado. Porém, devido à pressão da Polícia Federal e alguns problemas pessoais, o Japonês da Federal não levou o plano a diante.

A partir desse episódio Ishii adotou uma postura mais discreta, mas essa mudança não evitou sua prisão, que acabou gerando muitas montagens cômicas sobre o ocorrido. O Japonês da Federal também é investigado por divulgar outras informações sobre operações da Polícia Federal e até agora não se manifestou sobre os últimos acontecimentos.

Gostou da matéria? Para mais notícias como essa, acompanhe o nosso portal diariamente. Mantenha-se atualizado sobre política, lava jato, Japonês da Federal e mais.